Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Geral

Mais de dois milhões de candidatos faltam ao primeiro dia do Enem

Mais de dois milhões de candidatos faltam ao primeiro dia do Enem

Mais de dois milhões de candidatos que prestariam o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, não compareceram ao primeiro dia de provas, o que representa cerca de 30% do total de inscritos. O dado foi divulgado pela diretora de Gestão e Planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Eunice Santos. Houve ainda 273 participantes eliminados. Em comparação com o ano passado, ao final do primeiro dia, o exame já registrava 3.942 eliminações. Do total de eliminados, 264 foram por descumprimento de regras gerais do edital e nove após passarem pelo detector de metal portando objetos proibidos. Para o Ministro da Educação, Mendonça Filho, o modelo do Enem aplicado em dois domingos está se mostrando interessante, com grande aceitação dos participantes e aprovação geral positiva. “Com relação à divisão em dois domingos, diferentemente dos anos anteriores, se mostrou até aqui um sucesso. E eu quero crer que na conclusão da aplicação será essa a interpretação que ficará, até pelo clima de satisfação dos estudantes e jovens que participaram desse primeiro domingo, claramente mais aliviados”. Pela primeira vez, o Enem passou a ser realizado em dois finais de semana. Neste domingo, os alunos fizeram provas de ciências humanas e linguagens, além da redação, que teve como tema os desafios da educação de surdos no Brasil. O segundo dia do Enem 2017 está marcado para o próximo domingo, 12 de novembro, com a realização das provas de matemática e ciências da natureza. Agência do Rádio/Reportagem, Tácido Rodrigues
Período de defeso iniciará em novembro e pesca será proibida em Rondônia

Período de defeso iniciará em novembro e pesca será proibida em Rondônia

A partir do dia 15 de novembro até 15 de março de 2018, a pesca estará proibida em Rondônia. A proibição ocorre por conta do período de defeso determinado na portaria de  n. 308 de novembro de 2016, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam). Essa é uma época de procriação das espécies. Conforme a portaria, a pesca profissional ou amadora de qualquer espécie de peixe não deverá ser praticada em rios e afluentes do estado. Segundo a Sedam apenas pessoas que moram em comunidades ribeirinhas podem realizar a pesca, mas a cota é de apenas cinco quilos por dia para cada família. Conforme a secretaria, a atividade deve ser realizada com o equipamento permitido pela legislação. Quem vive da pesca e é registrado profissionalmente receberá, durante o período de defeso, um auxílio pago pelo Governo Federal, que equivale a um salário mínimo. O valor é pago ao longo dos 120 dias da proibição da pesca. Estoque Quem trabalha com a venda de peixes, precisa realizar a declaração de estoque junto à Sedam entre os dias 16 e 20 de novembro. A secretaria alerta que a comprovação é importante para o período de defeso e para que o pescador ou comerciante não sofra nenhuma sanção por não conseguir a comprovação do estoque. G1 RO